Como implementar um canal de denúncias em empresas?

Passo a passo começa por um diagnóstico detalhado da instituição

Você sabe como implementar um canal de denúncias? Separamos um passo a passo para que esta ferramenta seja efetiva.

Em primeiro lugar, é preciso entender o que é um canal de denúncias. Em suma, é uma forma de encontrar falhas em sua companhia. Por exemplo, com um canal de denúncias você pode descobrir fraudes, que podem ser tanto internas ou externas.

Além disso, também podemos detectar se há falhas nos  processos da sua empresa. Se alguém cometer algum ato ilícito, o canal de denúncias também ajuda a identificar. O mesmo ocorre quando um colaborador fere as políticas internas da empresa.

Portanto, se você quer coibir fraudes na companhia ou evitar que elas ocorram, esta é a ferramenta ideal para você. 

Você também pode gostar de: Por que a sua empresa precisa de um canal de denúncias?

Descubra o passo a passo para criar um canal de denúncias

Agora que você já sabe o motivo de as empresas precisarem de um canal de denúncias, vamos ao passo a passo. Afinal, como implementar este canal na empresa?

1 – Faça o diagnóstico da empresa

O primeiro passo é fazer um diagnóstico. Assim, conseguimos saber quais são as demandas da empresa. Neste diagnóstico, você deve fazer algumas perguntas.

As principais são: o que o canal de denúncias pode melhorar na empresa? Quais áreas do negócio precisam de mais atenção?

2 – Escolha alguém para receber as denúncias

Em seguida, você deve escolher um time para receber todas as denúncias, e essa pessoa terá que tomar as decisões com base nas informações enviadas.

É essencial que a equipe tenha autonomia para decidir, assim nem todos os casos terão que ser encaminhados para a chefia.

Se o número de denúncias for muito alto, o trabalho pode ser feito pelo Comitê de Ética. Caso a empresa prefira, também pode ter uma Ouvidoria, com uma equipe interna ou externa.

3 – Crie uma política de confidencialidade

Outro passo é garantir sigilo. Por exemplo, o canal pode ser anônimo ou pode ser proibido retaliar o autor da denúncia.

Dessa forma, ninguém vai ficar com medo de realizar denúncias. Caso haja este receio, a ferramenta pode não funcionar.

4 – Esteja dentro da lei

Saiba se a lei não obriga sua empresa a ter um canal de denúncias. Mas, alguns setores têm leis que impõem o uso desta ferramenta.

Logo, veja se a lei traz regras para o canal de denúncias do seu setor. Em geral, existem normas que as empresas precisam cumprir neste âmbito.


5 – Contrate uma empresa de confiança

Por fim, você vai precisar de uma empresa para gerir o seu canal de denúncias. Muitos negócios já possuem uma área de tecnologia. Entretanto, nada melhor do que um parceiro que sabe tudo sobre o assunto.