Como funciona a auditoria na aquisição ou venda de empresas?

O método é fundamental para analisar informações e registros financeiros, a fim de evitar erros e contratempos 

O processo de aquisição ou venda de uma empresa é muito detalhado e complexo, e para que todas as etapas ocorram da forma correta são necessários estudos.

Adquirir uma empresa exige mapear diversos riscos para todos os envolvidos, por isso, realizar ações e utilizar ferramentas que ajudam a minimizar e até mesmo evitar esses imprevistos é essencial para avaliar a viabilidade e danos existentes no processo de venda ou aquisição.

O empreendedor que deseja vender sua empresa precisa mostrar que está em conformidade com todos os processos e leis, já quem vai realizar a aquisição precisa entender se a empresa está correta com todas as etapas para evitar gastos que não correspondem com o desejado. 

Para isso, o due diligence é fundamental para avaliar questões financeiras, fiscais e contábeis, abrangendo os mais diversos tipos de aspectos, como ambientais e tecnológicos, isso tudo, antes mesmo de realizar qualquer ação.

Saiba como solicitar uma auditoria aqui!

Entenda o que é due diligence

O due diligence é uma auditoria que realiza análises e investigações minuciosas de um negócio, principalmente, em casos de negociações comerciais para oferecer confiabilidade e segurança para o empreendedor. 

Esse é um processo que envolve muito estudo, pesquisa e análise das informações fornecidas pelo atual dono da empresa, visando adquirir o máximo de informações. Mas, ao contrário de outras auditorias, o due diligence acontece antes de qualquer decisão ter sido tomada, assim, é possível obter o diagnóstico de toda a situação operacional da empresa e das negociações antes de fechar o contrato.

Através do due diligence é possível conhecer a fundo a empresa-alvo — aquela que entrará em processo de venda ou aquisição —, para examinar todo o passado, presente e até mesmo o futuro financeiro do empreendimento. Para isso, são realizadas pesquisas do mercado que a corporação está inserida, produtos, tendências históricas de desempenho e de liquidez, e muitas outras informações.

Como funciona a auditoria em casos de aquisição ou venda?

No Brasil, a realização de uma auditoria para processos de aquisição ou venda é um procedimento legal e exigido por lei, por este motivo, ele precisa envolver todas as atividades realizadas pela empresa, desde as menores até as maiores, além de um estudo profundo sobre todos os detalhes do negócio. 

A auditoria é realizada desde o início das negociações, visando escolher o melhor modelo de operação, análise dos aspectos societários, financeiros, fiscais, contábeis, trabalhistas e comerciais, por isso, é importantíssima. 

O processo inicia-se com algumas etapas, a primeira delas é a análise da motivação para a realização da auditoria, que é exatamente o processo que conduzirá todo o trabalho de due diligence — neste caso será a compra ou venda. 

Logo após isso, é realizado um levantamento de dados para a apuração, sendo necessário a análise e colaboração de todos os setores da empresa e, somente então, é concluído todo o processo com a entrega do relatório para que todos os envolvidos possam analisá-lo.

Leia também: Conheça os tipos de auditoria financeira

Saiba quais são os benefícios 

Além dos resultados da auditoria terem impacto direto no preço que a empresa pode ser vendida, o comprador passa a conhecer os riscos e todos os benefícios da aquisição, dessa forma, os resultados da auditoria contribuem positivamente para a discussão dos termos do contrato.

Dessa forma, se durante a auditoria for encontrado qualquer problema, existem mecanismos contratuais que poderão ser utilizados nos contratos de compra e venda para mitigar erros e riscos dos compradores.

No caso de aquisições ou vendas, a auditoria é essencial para os dois lados da situação, tanto para quem irá comprar, quanto para quem irá vender, porém, possui finalidades diferentes para cada um:

Benefícios para quem vende:

  • Obter uma visão externa do negócio;
  • Identificar problemas e criar soluções;
  • Se preparar para a negociação;
  • Entender o preço de venda.

Benefícios para quem compra:

  • Ter uma base de cálculo para compra;
  • Entender como funciona a empresa;
  • Identificar os principais riscos.

Assim, os dois lados saem ganhando em relação à segurança e tomadas de decisões em relação à compra e venda da empresa, sem que riscos, fraudes, dados contraditórios, buracos e inconsistências aconteçam durante ou depois do processo.

Para finalizar, é preciso ressaltar que a auditoria para aquisição ou vendas é um processo bastante complexo, que exige muito conhecimento, por isso, deve ser realizado por um profissional no assunto. Aqui na IAUDIT oferecemos auditoria, com profissionais altamente qualificados para realizar auditorias internas e mapear possíveis riscos envolvidos durante esse processo.

Exit Popup for WordPress
plugins premium WordPress